Servidor da FALE elabora guia e minicurso sobre Noções de Libras

Produto educacional é resultado do mestrado concluído por Ermans Quintela Carvalho, servidor do Programa de Pós-graduação em Linguística e Literatura - PPGLL

09/09/2022 16h49

Tornar mais lugares acessíveis aos surdos sinalizantes de Libras foi o que moveu os estudos de mestrado do técnico-administrativo da Universidade Federal de Alagoas (Ufal), Ermans Quintela Carvalho. Com formação e atuante na área, ele elaborou um guia de orientação de acesso a um minicurso intitulado Inclusão, Cultura Surda e Noções de Libras no Ifal. 

O produto educacional é resultado do mestrado em Educação Profissional e Tecnológica do Instituto Federal de Alagoas (ProfEPT/Ifal) e está inserido na Educapes (portal de objetos educacionais abertos). O material digital tem a finalidade de orientar e auxiliar o acesso ao minicurso, ofertado no Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA) do Google Classroom (Google Sala de Aula), como suporte na trajetória de aprendizagem dos estudantes da instituição. 

Ao falar sobre a motivação para realizar o trabalho, o servidor da Ufal conta que, inicialmente, “foi a inquietação em perceber que os lugares em geral não são acessíveis aos surdos sinalizantes da Libras”. Já no mestrado, ele conta que também foi constatada a escassez de materiais de Libras direcionados aos discentes ouvintes do Ifal. “Essa escassez foi reafirmada pelos professores de Libras e pelo coordenador do Núcleo de Apoio às Pessoas com Necessidades Educacionais Específicas (NAPNE) do Campus Maceió do Ifal, lugar onde ocorreu a pesquisa. Nesse sentido, o referido Produto Educacional foi desenvolvido”, informa. 

E acrescenta: “Com o intuito de tornar acessível para ainda mais pessoas, além dos discentes ouvintes, elaborei o minicurso de forma bilíngue (em Língua Portuguesa e em Libras) abrangendo situações que poderiam ser apreendidas não só pelos discentes, mas também pelos servidores técnico-administrativos, pelos docentes, pelos funcionários e pela comunidade em geral”. 

Mais sobre o trabalho 

A defesa do produto educacional e da dissertação intitulada A promoção da acessibilidade na Educação Profissional e Tecnológica: reflexões sobre cultura surda e Libras por meio da oferta de um minicurso a estudantes do Ensino Médio Integrado ocorreu em dezembro de 2021, sob orientação do professor Ricardo Jorge Cavalcanti que compôs a banca examinadora ao lado dos docentes Jair Barbosa da Silva (Ufal) e Ana Paula Santos de Melo Fiori (ProfEPT/Ifal). 

Segundo o autor, o produto educacional se materializou na criação do minicurso bilíngue (em Língua Portuguesa e em Libras), com o objetivo de promover a aprendizagem acerca da cultura surda e noções de Libras a discentes do Instituto, com o intuito de auxiliar o processo de inclusão dos alunos surdos no Ifal e na sociedade. 

Os instrumentos utilizados durante a pesquisa incluíram a aplicação de questionários semiestruturados e a observação em sala de aula, cujos resultados foram utilizados em dois momentos. Primeiramente, na elaboração do minicurso e, posteriormente, para a elaboração do Guia para Acesso ao Minicurso. 

No minicurso, são contempladas discussões sobre processos histórico-legais da inclusão do surdo no Brasil, as especificidades linguísticas, culturais e identitárias da comunidade surda, bem como o ensino básico de Libras, considerando o trabalho como princípio educativo, no contexto investigativo de formação com vistas ao mundo do trabalho. 

A playlist dos vídeos do minicurso Inclusão, Cultura Surda e Noções de Libras no IFAL, pode ser acessada aqui .

A dissertação pode ser lida neste link.

Já o guia pode ser conferido aqui .

Fonte: ASCOM UFAL e IFAL